11 de fev de 2010

Ligeiro desabafo

É engraçado como a gente batalha para ser cada dia melhor, em todos os sentidos, e acaba caindo um baita tombo quando se dá conta de que as coisas sempre ficam na mesma. Na verdade, a impressão que dá é de que elas estão e vão continuar na mesma para sempre.
Entendo que, à medida em que a gente se especializa, abraça uma causa, toma para si um desafio e vai em busca de dar conta dele, não pode mais se contentar com tapinha nas costas ou com elogios esporádicos. Não! Chega disso! Estou num momento de construção profissional e pessoal, num momento de contar com o mundo para fazer a minha história. O problema é que o mundo não dá conta nem de cuidar dele mesmo, que dirá de dar um empurrãozinho para que as coisas saiam como eu planejo para o meu fututo.
Ok, ok, não vivo num morango, não posso querer que tudo dê sempre certo, mas não é possível que sempre dê errado, francamente!... Qual é o caminho do reconhecimento? Ou melhor: qual é o caminho do reconhecimento financeiro? De nada adianta ouvir "parabéns" por um trabalho bem realizado se no fim do mês as contas "dão um alô". Nesse momento, não são os elogios que as pagam.
Ufa, apenas desabafo aqui, já que ninguém lê mesmo...

Abraço!

2 comentários:

Anônimo disse...

Olá, Paula! Alguém lê! Talvez não quem você deseja, mas...não importa. O reconhecimento é a recompensa de quem persiste. Parabéns pelos tópicos. Abraaço
Hnerique

Paula Salomão disse...

Oi, Henrique, obrigada pelo coment! Bacana!
Um abraço