17 de fev de 2010

Ninguém merece!


Um brinde às pedras soltas em todas as calçadas esfarrapadas do Centro de Porto Alegre. Elas fazem a alegria dos pobres deficientes visuais, dos velhinhos com dificuldade de locomoção e das moçoilas que andam de salto para lá e para cá.

Ô, saco!

Nenhum comentário: